Campo Grande (MS),

30 de março de 2012

Parlamentares dizem que aumento de salário de vereadores é constitucional

Vereadores concordam com aumento de salário, relativo ao tamanho de cada cidade

Para o presidente da UCV/MS, Edílson Seikó (PSDB) aumento é constitucional
O reajuste salarial dos vereadores da Câmara Municipal de Dourados, aprovado pelos próprios parlamentares, é vista como normal pelos vereadores de outros municípios sul-mato-grossenses, que participam quinta (29) e sexta-feira (30) do 8º Seminário de Vereadores de Mato Grosso do Sul.

Atualmente com rendimentos de R$ 6.129 mensais, os vereadores douradenses devem ter um salário que passará dos R$ 10 mil. O valor corresponde à metade dos rendimentos de um deputado estadual no Mato Grosso do Sul, que gira em torno dos R$ 20 mil por mês.

Para o presidente da União das Câmaras de Vereadores de Mato Grosso do Sul (UCV/MS) e vereador de Jaraguari pelo PSDB, Edílson Seikó Miahira, o aumento de cerca de 40% em Dourados é normal, pois estão previstos na constituição.

“A matemática do salário do vereador vai de acordo com o número de habitantes do município. Por isso o aumento é constitucional”, declara Seikó, que complementa. “O importante é que a população fique vigilante nas eleições antes de eleger os vereadores.”

Demais municípios - outras câmaras de vereadores do Estado também realizaram a votação e estabeleceram um novo valor. Segundo o vereador de Bonito, Nelson Vieira do Santos (PPS), os parlamentares da cidade também já decidiram o quanto devem ganhar a partir do próximo mandato.

“Em Bonito também teve a votação, mas votamos abaixo do teto. Nosso salário bruto era de R$ 5 mil e agora vai para R$ 5.300. Para nossa cidade, esse salário já está bom. Mas cada cidade é uma cidade diferente”, comenta o vereador.

campograndenews
Nyelder Rodrigues e Mariana Lopes
Foto: Marlon Ganassian

Nossos leitores leram também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

AddThis Smart Layers

AddThis Smart Layers

AddThis Smart Layers